poema

Platônico

19:13

Quis tanto ler
Sobre o que tu pensas
E se pensas
Será que sou eu
Quem danço lá?
Que estou lá?
Quando de cá,
Te esqueces
Se mente
Sem mente
De mente
É sobre o que tu dizes

Quis tanto ouvir
Dos teus sinais
E se virou lei ou lenda
Teu amor, eu sei, é assim
Puro e rubro que em mim
Fez ferida e morada

Quis tanto dizer
Para ver e até ser
O que já nem sei
E falta não faz
Quis durmir onde tu, de lá, te apartou.

amor

Carta de amor

23:25

Olá, tudo bem? Estava pré-disposta a escrever para você e resolvi fazer isso logo que pude. Quero te contar uma coisa, talvez você não perceba pelas minhas atitudes, mas se olhar pro meu coração irá entender. Vou ser direta: Eu estou apaixonada por você. É isso mesmo, você me conquistou. Desculpe se, às vezes, tenho vergonha de dizer isso na frente dos outros, mas é que eles não entendem o nosso amor e me chamam de louca. Só de olhar pra você, consigo sentir que você me ama, mas mais muito mais e eu queria, tanto, poder corresponder a altura.
Quando eu estou triste, você me liga e diz: Linda, eu te amo! Sabe... Isso me deixa tão bem. Ainda mais quando você me toca naquele lugar que eu amo. Eu choro de alegria quando você tá perto. Acho tão romântico. Lembra?! Daquela vez que eu caí, levei um tombo feio e fiquei suja de lama e você me deu a mão e me lavou naquela fonte? Nem ligou se eu estava muito feia, só se preocupou comigo pelo que eu sou pra você: sua menina.
Acabei de me recordar de um dia, antes de durmir, que começamos a conversar. Eu tive tanta vontade de chorar, porque eu achei que tinha errado com você e te magoado. Mas, eu nunca sei, você diz que não foi nada, sorri e me perdoa. Ah, e me abraça com seus braço de amor. Dorme comigo, me abriga no seu aconchego. Você é meu porto seguro, sabia?
Sabe que eu te acho muito inteligente? Na verdade, o mais inteligente do mundo. Você sabe tudo sobre música, poesia, arte, escultura, engenharia... Só não é muito ligado à física, hahaha. Você inventa algumas teorias e que putz... Estão todas certas, só os cientistas que as ignoram. Uma vez você deu tudo o que tinha e apostou no nosso relacionamento. Foi tão lindo e intenso o que você fez por mim que eu decidi te amar para sempre e te ouvir todas as vezes que não souber o que fazer.
Às vezes, você sabe, eu fico em dúvida, pensando se é real tudo o que sentimos um pelo outro, se seria melhor eu proucurar outro. Mas aí você, humilde como é, faz uma coisa que ninguém poderia fazer e me confirma que meu lugar é ao seu lado. Eu sou louca por você. Faço tudo por você.
Obrigada, meu tudo, pela sua atenção, paciência, compreenção, pelo seu perdão, amizade e principalmente: Obrigada pelo seu amor. EU TE AMO, de verdade, Deus.

humor

Criatividade

00:24

- Bom, estamos aqui nessa impreterível reunião para decidirmos, unidos por uma força maior, a palavra que designará a nossa goma de mascar. - Disse o chefe.
- Sim, claro. Deve ser um ótimo nome para que haja compensação, tendo em vista que a força que o maxilar exerce para ocorrer a mastigação é alta.
- Sugestões?
- ...
- ... ...
- .
- Campeão, tráz o chá.
(Algumas horas adentrando a madrugada, depois de alguns vinhos e tequilas)
- Bom, naum zei como nozo xziclete podi si xamar, maz temqui tê tatuage..
- IZO! ZAZUAGE! Reunião encerrada - Disse o chefe

cotidiano

Churrasquinho por R$2

19:02

Não achei a definição para "churrasquinho". Nem na wiki (wikipédia) que surgiu com o substantivo simples e sensato "churrasco". Odiei. Mas tá, né. É a vida, a gente deve estar preparado para não achar definição de uma palavra tão presente no nosso vocábulario: churrasquinho. Se bem que se ela é tão presente, deveria existir a bendita definição. NÃO, EU NÃO ADMITO QUE.. Ok.
O assunto é: por que diabos o churrasquinho custa R$2? Não falo por uma questão chata (lê-se: econômica), mas ressalto a questão do tempo. Tempo é o Deus do mundo (tiop, FIGURAMENT FALAMDO OKS?). Antigamente (como se eu fosse muito velha, mas não sou), o churrasco - no diminutivo - custava, no máximo, R$1 e, sem dúvidas, a vida era bem mais feliz. O cara comia aquela refeição saudável e com um copin de guaraná do povo, ficava feliz para sempre. Essas coisas me fazem lembrar de como nos agradamos facilmente. É sério. Só saber onde e como, aí é fácil agradar.
Mas então... Eu estava voltando das provas do mal com UM REAL (1 real) no bolso do casaco e quando vi tinha um carrinho de pipoca, tipo.. não era UM carrinho de pipoca... Era O carrinho de pipoca. Minto. Era A pipoca. Porque aquela pipoca é muito boa, só o cheiro te faz babar e pedir dinheiro emprestado até pro mendigo para satisfazer o desejo inconsequente de ter A pipoca. Ok. Fui maior feliz pensando "finalmente, não terei que pedir dinheiro emprestado".
- Moça, quanto é a pipoca?
- Tem de 2 e de 1,50.
*Parou o tempo* Nessa hora fiquei pensando em como sou idiota. Eu dei cinquenta centavos a minha amiga a quem estava devendo, mas eu poderia ter pagado amanhã e eu NÃO fiz. Eu perdi a pipoca. Caraca, me frustrei total.
- Ah........ então deixa.
(Os pontos representam a espera por um "faço por 1 real" que não veio)
Fui andando como se não tivesse acontecido nada demais. Eu me ferrei. Vi um carro de churrasquinho do lado do banco do Brasil. POR QUE, MEU DEUS? E a bosta custava R$2 também. Fui puta pra casa. Imaginando como eles devem ficar felizes em receber pessoas que dizem "Ah.. só tenho um real" e rir pensando "Eu tenho muito mais, porque vendi uns 3676 churrasquinhos hoje". Queria que eles comessem toda aquela carne e morressem entupidos.

Tchau.

humor

Ex-Sandy

21:29


Certa vez, ao abrir minha caixa de e-mails, dei uma olhada superficial naquelas noticinhas que ninguém lê do MSN. E me deparo com isso: "Junior, ex-Sandy, forma banda de rock".
Depois de rir bastante, eu fiquei pensando: "Cara, o que seria ser um 'ex-Sandy'?". Faz-se curso para isso? Não, porque ser ex parceiro de dupla é MUITO diferente do que ser ex-Sandy. Ser ex-Sandy é uma filosofia de vida, reúne um conjunto de princípios que se resumem em ter sido um/a Sandy um dia! E eu, desde pequena, quis ser uma Sandy. Cantar bem, ser bonita, legal, rica, ter um namorado bonito, legal e rico e ganhar dinheiro com uma coisa muito mais legal: música. E, sinceramente, fiquei com uma puta inveja desse cara, o Junior. Mesmo que ele não seja mais um Sandy, ser um ex-Sandy é uma coisa incrível. E muito difícil, né.
Tá, depois de ficar tentando imaginar como ele chegou a esse status de ex-Sandy e como os jornalistas descobriram essa poreza e divulgaram assim, sem mais nem menos. Fiquei triste em saber que, como ninguêm lê essas notícias, ninguém saberá que um dia alguém foi um ex-Sandy. Mas me senti na responsabilidade de repassar a informação e estou aqui para dizer o que houve e que se aconteceu com ele, pode acontecer com você e comigo. Nunca desista de ser um Sandy e principalmente um EX-SANDY! Junior te admiro.

(Po! E logo depois vem "Nasa diz que solo de Marte pode ser fértil". PALHAÇADA!)

poema

Marilua.

15:21

Mar aberto
Bravo, sadio
Hidroponia

A Lua se enche
Ele também

Dois navegantes
Velas rasgadas, barcos furados
Mas, permanentemente
Inconsumíveis

Ele ama seu toque
Ela o vê dançar
Quando brilha
É dia de amor

amor

Quer amar, afinal?

13:42

Deixa assim
Toma o teu e sorria
A vontade de ser
Qualquer um que não possa existir

Toma o beijo e morria
De dor
De amor
De horror

Teu medo de amar
É o medo de consumir
A paz
Demais.

nota

Beijo

13:25

Nem tão agressivo, nem tão doce. Nem tão rápido, nem tão devagar. Delicado. Surpreendente.
- Obrigada pelos teus beijos.

vida

Patologia mental

13:02

"A esquizofrenia é uma doença mental grave que se carateriza classicamente por uma colecção de sintomas, entre os quais avultam alterações do pensamento, alucinações (sobretudo auditivas), delírios e embotamento emocional com perda de contacto com a realidade, podendo causar um disfuncionamento social crónico. [...]

A sua prevalência atinge 1% da população mundial, manifestando-se habitualmente entre os 15 e os 25 anos [...]

Os sintomas da esquizofrenia não são os mesmos de indivíduo para indivíduo, podendo aparecer de forma insidiosa e gradual ou, pelo contrário, manifestar-se de forma explosiva e instantânea. Estes podem ser divididos em duas grandes categorias: sintomas positivos e negativos. [...]

Actualmente, segundo o DSM IV, existem cinco tipos:
  • Paranóide, é a forma que mais facilmente é identificada com a doença, predominando os sintomas positivos. O quadro clínico é dominado por um delírio paranóide relativamente bem organizado. Os doentes com esquizofrenia paranóide são desconfiados, reservados, podendo ter comportamentos agressivos.
  • Desorganizado, em que os sintomas afectivos e as alterações do pensamento são predominantes. As ideias delirantes, embora presentes, não são organizadas. Nalguns doentes pode ocorrer uma irritabilidade marcada associada a comportamentos agressivos. Existe um contacto muito pobre com a realidade.
  • Catatónico, é caracterizada pelo predomínio de sintomas motores e por alterações da actividade, que podem ir desde um estado de cansaço e acinético até à excitação.
  • Indiferenciado, apresenta habitualmente um desenvolvimento insidioso com um isolamento social marcado e uma diminuição no desempenho laboral e intelectual. Observa-se nestes doentes uma certa apatia e indiferença relativamente ao mundo exterior.
  • Residual, nesta forma existe um predomínio de sintomas negativos, os doentes apresentam um isolamento social marcado por um embotamento afetivo e uma pobreza ao nível do conteúdo do pensamento. [...]

Os antipsicóticos são eficazes no alívio dos sintomas da esquizofrenia em 70% dos casos."

Fonte: Wikipédia.org

"Transtorno Afetivo Bipolar: Existem indicativos de fatores genéticos, e o estresse é o principal desencadeante, podendo ocorrer em qualquer faixa etária, mas a média de aparecimento é por volta dos trinta anos. As pessoas alternam ciclos mais ou menos graves de depressão e humor exaltado (mania ou hipomania). Podem existir ou não características psicóticas, dependendo da intensidade do distúrbio, tratamento e evolução."

Somatização, esquizofrenia, transtorno bipolar? Até a psicanálise vem me atormentar. Sou normal. uhsauashuhsa :)

nota

Ciclo. Ciclo? [Nota]

23:12

Você nasce, "ótimo".
Sete anos depois, você viveu sua infância sem saber o que é INSS, nem CPI.
Mais sete anos, já descobriu que é um alguém ruim.
Mais sete, você finge que ignora seu lado 'mal' pra tentar viver bem de acordo com o sistema.
Mais uns dez anos e você se vê um chato sem ter tentado ser legal com alguém. Um vazio por ser egoísta o suficiente para não perceber.

Bom, eu não quero isso para mim. Papai do céu me fez para ser feliz e gostar das pessoas da maneira que elas são.

propaganda

Vende-se emoções

20:01



Hoje o meu alvo são as propagandas de celular. No geral, abrangem sempre a mesma forma de falar, as mensagens passadas e até o tom de voz. O apelo emocional utilizado pode ser visto nitidamente com o mínimo de senso crítico que houver. Esta que está acima, por exemplo, é uma propagamda da TIM que exibe as emoções sentidas pelas pessoas ao receberem torpedos SMS. Não somente a alegria, mas os anseios e medos, também. Trata-se da passagem da vida com toques ("cara a cara"), para uma vida exclusivamente tecnológica em que as emoções são vendidas por apenas R$0,19 (Até que está barato, não?!). A propaganda vende algo muito mais do que o produto é capaz de oferecer. Um celular comum é utilizado para fazer ligações, organizar a agenda e mais uns "aperitivos" desnecessários, mas que são super divertidos.
É claro que ao recebermos mensagens pelo celular que nos agradam, teremos reações diversas e, logo, sentiremos emoções. Isso não quer dizer que sem o celular, não sentiremos emoções como essa descrita. Pelo contrário, poderão ser muito mais intensas.



Outro recurso utilizado são as datas comerciais, aliás esta jogada de marketing é comum ser utilizada, pois esses são os períodos em que as vendas se elevam e cada empresa luta para saber quem convence mais.
Esta, em questão, é da Claro qsobre o dia do pais. Poderia ser feita em volta de um casal que espera um filho. Ou, inclusive, uma família completa junta comemorando o dia. Mas não. Utilizaram-se da presença infantil (doce e ingênua) numa demonstração de saudade relacionando o consumo do celular com a proximidade entre pais e filhos. Sabe-se que a comunicação é indispensável para a construção de um relacionamento saudável e com amor. Mas isso não aborda o consumo de celular algum.
Ao utilizar uma criança, a propaganda visa convencer não somente as mães que devem comprar para seus maridos. Mas, também, as crianças visto que é muito mais fácil persuadir uma criança que ainda está conhecendo o mundo do que alguém que já tem sua opnião formada. E esta criança, em muitos casos, pode ser "a menina dos olhos".
As crianças são a chave para o despertar do consumo de algum produto necessário ou não. Assim é visto não só com os celulares, mas com brinquedos, roupas e fast-foods. A imagem a seguir descreve que em "seu Claro" é possível fazer o download de jogos e hits em uma espécie de video game do celular. Uma criança ao ver isso, iria se deliciar e querer imediatamente. Tanto pela curiosidade, quanto pelo interesse por desenhos animados, jogos e tecnologia. Quanto mais moderno, melhor. Além do celular, é vendida, também, a diversão. Não estou subestimando nenhuma criança, apenas apresentando a visão que as propagandas têm ao se utilizar delas para vender seu produto.

Para finalizar e completar o que eu já disse, selecionei uma propaganda da operadora Vivo (ao lado direito) em que ao dar mais opções de planos de franquia para o cliente, diz haver mais liberdade fazendo uso da frase "Mais livre, mais vivo". As promoções mostram vantagens que aparentemente se encerram no período de um ano. Mas nada se compara a sensação de liberdade, de poder escolher, mesmo que possam ser duas opções péssimas ou fora do que a renda da família poderá cobrir. Mas, repetindo, nada se compara a sensação de liberdade. Já que é algo que o mundo busca. Liberade para tudo o que nos agrada. E isso inclui falar no celular. Resumindo, antes de comprar um celular, veja como anda sua vida emocional, só para não ter nenhuma surpresa (ironia on).

O uso do marketing é incrível e mais legal ainda é como isto pode influenciar os comportamentos de uma nação inteira diante da sociedade. Agora termino com uma pequena ironia: Apesar de usar bastante o aparelho, eu tenho medo de celulares. Se essa teoria do Big Bang é possível (não creio), ao ver um pedaço pequeno de tecnologia carregando milhares de informações, posso temer uma explosão?



Agradecimentos aos meus profesores de sociologia Marcílio, que antes de sair me falou um pouco sobre o assunto, e Vanderléia que está agora ensinando a turma.

propaganda

Sex Appeal

23:25

Uma coisa que sempre fez parte do meu conjunto de interesses foram as propagandas de televisão. Não que eu fosse uma "expert" nessa área, mas sempre me instigaram a intrepretar as diversas facetas delas. E uma famosa propaganda que esteve em meus pensamentos para uma análise não feita (até então), é a propaganda do novo desodorante Axe Vice, que faz um apelo sexual com a finalidade de venda (claro). Eu fiquei horrorizada quando vi, dramatizando um pouco.
É admitivel que usar um slogan deste atrai os homens, que formam o público alvo da propaganda. Consiste em uma moça descente que se revela em ousadia após sentir a fragrância do desodorante e pratica o que o rapaz quiser, sendo finalizada com uma frase "espetacular": "Deixa ousada até a mais santinha".
Não me agradou, por dois motivos: a ridicularização da mulher e do homem. Trata-se do resumo das relações amorosas entre casais em algo que tornou-se banal, sexo. E eu, como uma defensora do amor agapé, fileo e eros, não pude deixar de expor meu protesto.
Além de mostrar o homem como único percursor do caminho sexual, nota-se que esse é o principal e único interesse maculino no universo feminino. Levando-o a tomar medidas que mudam pequenas coisas de sua vida para alcançar seu objetivo, mesmo sabendo que a moça não estará "sóbria".
É visível também a interpretação da mulher como um alguém facilmente manipulado, como se a atitude masculina fosse a chave para o despertar da ousadia na mulher. Uma moça que se preze, ao assistir essa propaganda, jamais compraria este desodorante para seu pai, amigo ou irmão. Mesmo que eles, comprem para suas devidas companheiras.
Para esclarecer, digo que sei de uma realidade que eu encaro: homens cada vez mais interesseiros e mulheres cada vez mais absorvidas pela sensualidade. Isso não significa que eu sairei por aí pregando essas idéias e aceitando isso muito bem. Não aprovaria uma propaganda destas e muito menos a deixaria passar despercebida.
Nós, homens e mulheres, somos muito mais que isto. Ou muito menos, mas estou certa de que não podemos ser resumidos a algo tão desprezível assim. Um rapaz que adora praticar sexo pode ser muito mais interessante do que aquele que não faz questão e vice-versa. Sendo assim, a personalidade de alguém não pode ser moldável somente pelas necessidades físicas, mas também, pelas psicológicas. Chegando, então, onde eu quero chegar. Existem padrões que são representados por programas de televisão, série e propagandas. Você pode ser a regra e eu a exceção, porém não suporto saber que milhões assistem esse tipo de violência e aceitam serem subestimados por um produto que nem ao menos visa o caráter que um dia pôde ser construído por uma história recheada de assuntos interessantes.
Que fique claro que não estou dizendo que quem faz ou não sexo é pior ou melhor. Só deixo meu protesto dizendo que não posso ser reduzida a isso. Não somos pessoas muito boas, só buscamos ser, outros nem se importam com o que são. Assistir à propagandas que nos agradam é ótimo, claro. Mas é péssimo ver aquelas que nos denigrem.
E o pior de tudo foi encontrar blogs e sites que abordam a propaganda definindo "modelos" para mulheres. As santas, as chatas, as ousadas. E até achei definição para as que impedem a ousadia. São os famosos "tipos" que são fortemente desprezados por mim.
Entendo que os homens devem proucurar agradar e satisfazer suas esposas, assim como as esposas devem entender os anseios psicológicos e físicos de seus amados. Mas não se limitem.

Desabafando: Apelo sexual me deixa nauseada.
Desabafando 2: O site que conta a história de Dani tem uma escrita agradável se assimilando a uma história leve. Mas que agrada somente a homens "sexomaníacos". hahaha

Outro link para o mesmo site é este: Axevice.com.br

vida

O que você aprendeu desde ontem?

13:49

Estava cumprindo minha função neste mundo sentada frente a esse computador não muito inteiro e fui supreendida pelo inesperado "trim" duplo que parte do aparelho telefônico. Ok. Não achei nada surpreendente nisso. O que iria se proceder, talvez me incomodaria em algo que eu devesse aprensinar (invenção momentânea).
Assim que disse meu "Alô" amigável, sem esperar que fosse alguém suficientemente legal, recebei como resposta um "Oi" muito desconfortado entre os fios do telefone. E num tom de tristeza.
- Que houve?
- Ressaca.
"Putz". Já estava imaginando o saco que seria. Não que eu não goste de ouvir as pessoas, mas ninguem deve ligar para ninguém por sentir uma dor-de-cabeça pós-encher-a-cara. Porém, para meu engano, não foi somente por isso a ligação. Foi desabafo de uma noite cheia de surpresas que havia passado. Creio que essa exposição de sentimento não, obviamente, haveria de ser apenar por ontem. Mas por um conjunto de "ontem". Algo que realmente incomodava, mas que permanecia inerte.
Tenho uma mania de querer melhorar o estado emocional das pessoas ou pelo menos tentar ajudá-las na escolha de que caminho seguir. E, por ser alguém que é de grande afeto e faz parte de mim, esforcei-me para dizer algo que pudesse ajudar. Como era esperado, as palavras começaram a surgir, mesmo que eu pudesse não estar cem por cento atenta. E me peguei dizendo:
- Quero que você pare para pensar na sua vida. Se você tem saido do lugar, tomado alguns passos. Não adianta nada viver para agradar os outros, se o que você faz não te agrada.
Aproveitei para esclarecer algumas atitudes minhas tão radicais e inesperadas, mas todas justificáveis. Achei maravilhoso pensar que eu pudesse dizer essas coisas. E, sabe, surgiu uma vontade imensa de continuar fazendo-as.
Eu nunca sei se ajudei, mesmo. Pelo menos, não na hora, claro. E sinto que o que eu quero há bastante tempo pode vir a tornar-se real. Apenas, pelas palavras. E não resisti em dizer:
- Palavras e carinhos se vão. Mas o amor de Deus fica.
É bom que saia dos nossas lábios coisas que praticamos. Não que seja o que sempre aconteça, mas é preferível. Eu gosto e prefiro aprender sempre. Esse ano está sendo ótimo, porque estou crescendo em áreas que eu não enxergava de maneira nenhuma e mudando pontos que eram intocáveis.
Sempre fiz sacrifícios, mas entendo melhor isso agora. Não é o "por que" deles, mas "para que". Para ser feliz, para encontrar uma paz e ter harmonia com o mundo e com Deus. É isso. Somente. Pessoas, amigos, família, mundo, consumo, músicas. Vivemos em uma busca constante, é a essência da vida. Porém, não significa que nunca encontremos. Acredito que chegamos a um ponto que sabemos onde encontrar a nossa paz e vivemos para permanecer neste ponto. Você faz tudo isso, mas realmente sabe o que significa?

Isabella Mariano

Blog com conteúdo autoral da escritora Isabella Mariano.

Conheça meus livros!

Saiba mais clicando aqui.