Sobre mim


Nasci era Outono, mas era aquele Outono meio Verão e vai ver que é por isso que eu amo a brisa que faz perto do mar, quando o Sol já tá se preparando pra deitar. Era '92, subúrbio do Rio de Janeiro, e eu mal pensava em ser escritora, mal escrevia e mal mal pensava. Décadas depois, cá estou.

Lancei dois livros de poemas: o "gotas" (2013), de forma independente com apoio de um edital de incentivo e disponível aqui; e "Cortes Lentos" (2015), pela Pedregulho que está à venda no site da editora.

Sou formada em Jornalismo pela Universidade Federal do Espírito Santo (Ufes) e curso o Mestrado em Comunicação e Territorialidades pela mesma instituição. Colaboro com alguns sites online como o Boas de Prosa (literatura), que criei junto a uma amiga, e o Séries por Elas (entretenimento), mas também trabalho profissionalmente na área do jornalismo online e cultural. Também faço parte do corpo editorial da revista literária independente Trino. Já trabalhei com rádio e também atuo na área de design editorial e diagramação. Além disso, volta e meia ministro oficinas sobre escrita criativa por aí.

No mais, sou pisciana a quem interessar, de 19 de março (ascendente em touro e lua em libra; não que eu saiba muito bem o que isso significa). Apesar de ser carioca de nascimento, sou capixaba de coração, porque passei boa parte da vida em Vitória, capital do Espírito Santo, onde moro atualmente. Gosto de beber cerveja, tenho mais de 10 tatuagens, adoro cachorros e sou fã de Beyoncé e Damien Rice. Sou feminista, é claro, por que não seria? E, obviamente, sou viciada em celular e tecnologia.

Mezzo jornalista, mezzo poeta. Minha vida é um (des)equilíbrio entre Beyoncé, Big Brother Brasil, Damien Rice, Maria Rita, feminismo, Leminski, Alan Moore e George Orwell. Isabella Mariano, 25 anos, Vitória, Espírito Santo.