18:54

pela vida que me dás,
água,
a ti, devo tudo
recomeços, meios e fins

pela vida que me levas
água,
em ti, me dissolvo
nascentes, rios e quedas

e me deixo
cada dia
pouco a pouco

um tanto mais vai
um tanto menos resta


18:38

o ar não sangra
quando a gente o corta
ventila, grita, abafa
mas sangrar?
sangrar não

Mezzo jornalista, mezzo poeta. Minha vida é um (des)equilíbrio entre Beyoncé, Big Brother Brasil, Damien Rice, Maria Rita, feminismo, Leminski, Alan Moore e George Orwell. Isabella Mariano, 25 anos, Vitória, Espírito Santo.