23:54

se eu tivesse um coração
te amaria por inteiro
sem incertezas, nem receios
te amaria pra ontem, pra hoje
por amanhã

saberia de cor
seu nome, seu número
seu cheiro

te daria presentes
a qualquer hora
e te encheria de beijos

diria sempre
ao pé do ouvido
assim, baixinho
que te amo

e, numa tarde de domingo,
seria você meu par
debaixo do banho

por isso, meu bem, imagino
presumo, suponho

deve ser triste saber
que roubaram o coração
que eu daria pra você

23:07

Lá do alto te avistei
planava baixo sob mim

sem saber
da inconstância
da insensatez
do medo de ser
me atirei

que
      da
          li
             vre

por sorte me recebeu como num
ninho de passarinho

alívio
redenção
gratidão

fiz planos
deu pena
de asa quebrada
não notei

passado o primeiro vento
bateu asas e voou
planando alto sobre mim

troca poética

00:02

quando li seu poema
quis transcrevê-lo
com meu lápis, no meu papel
quis fazer dele meu
quis transformá-lo
transumi-lo
transviá-lo
transcendê-lo, enfim

perceba
quis não que fosse pra mim
- como você bem o fez -
mas que fosse exatamente meu

para que pudesse ser
finalmente
de mim pra você

22:33

antes eu fosse um pássaro
daqueles bem pequenos
pássaro-passarinho
pra voar no miudinho
praí ou pra lá
te visitar e cantar que te amo
ou que te odeio
e quando morresse
- se morresse -
não seria um drama, uma dor
seria simples
seria porque tinha que ser

Isabella Mariano

Blog com conteúdo autoral da escritora Isabella Mariano.

Conheça meus livros!

Saiba mais clicando aqui.